Tipos de defesas feitas pelo goleiro de Handebol




 



    A defesa propriamente dita é o momento onde o goleiro entra em contato com a bola. Segundo Barela (1998), o atleta deve hierarquizar algumas regras para o sucesso deste procedimento, conforme descrito abaixo.
  • Evitar o gol.
  • Recuperar a bola.
  • Opor a trajetória da bola a maior superfície corporal possível.
  • Segurar a bola ao invés de controlá-la.
  • Controlar a bola ao invés de espalmá-la.
  • Espalmar a bola ao invés de rebatê-la.
  • Usar as duas mãos sempre que possível.
  • Conservar os apoios ao invés de saltar.
  • Preparar-se para ação é organizar, sincronizar as fases da defesa.
  • Estar atento à antecipação mental.
  • Observar os deslocamentos dos atacantes para tentar prever o tipo de arremate que será utilizado.
  • Observar a trajetória dos ombros do atacante após a bola ter ultrapassado a sua linha de ombros.

    Em uma fração de segundo o goleiro opta pelo gesto motor que ele irá utilizar, caracterizando os diferentes tipos de defesas classificadas por Ehret e cols. (2002) como:

Defesas em bolas altas: caracteriza-se pelas defesas realizadas quando a bola é arremessada na direção ou sobre a cabeça do goleiro, estes arremates quase sempre visam os ângulos superiores da meta. A técnica básica de defesa escolhida pelo goleiro requer a utilização da passada e salto que traz as seguintes características: na posição inicial os braços são colocados descontraídos na altura do quadril. Em uma ação de defesa no ângulo do gol ocorre sempre uma passada com salto, em que a impulsão ocorre na perna que está mais longe da bola (perna de impulsão) estando a outra perna (perna de balanço) levemente flexionada. Já, em uma defesa alta onde a bola foi lançada no centro do gol, o goleiro (sempre que possível) deve apanhar a bola com as duas mãos. De acordo com a estatura do goleiro podem ocorrer situações nas quais a defesa ocorra com uma só mão, devendo este ponto ser lavado em consideração durante o treinamento.

Defesas em bolas meia altura: neste tipo de defesa utiliza-se ainda da técnica de passada e salto, como descrito anteriormente, com a perna de balanço ganhando um significado ainda maior. Com ela a porção abaixo da linha do quadril fica protegida, pois esta ação defensiva é executada quando a bola assume uma altura entre o joelho do goleiro e a linha de seus ombros. Sempre que possível o goleiro deve privilegiar a utilização das duas mãos na defesa. Com a segunda mão o corpo todo do goleiro é colocado no ângulo do gol, cobrindo uma área relativamente grande do mesmo pois a parte superior do corpo junto as mãos e perna de balanço opõem-se a trajetória da bola.

Defesas em bolas baixas: essa defesa realiza-se quando a bola assume uma trajetória abaixo da linha do joelho do goleiro, este por sua vez utiliza-se do fundamento de passada com salto, interceptando a bola com as mãos e os pés simultaneamente. A perna de balanço deve estar flexionada e a mão que está próxima à bola deve ser levada para baixo no ângulo correspondente. De acordo com a estatura do goleiro e a situação do jogo pode ser necessário, de vez em quando, que o goleiro realize uma ação defensiva com a utilização de salto e posicionamento de pernas, como na passagem sobre as barreiras no atletismo para poder alcançar a bola. É preciso observar que o tronco acompanha a perna e o balanço (que é a ação de não deixar o tronco ir para trás do gol), já a mão é colocada como segurança adicional.

Lançamentos próximos ao gol: O goleiro deverá deixar sua posição básica só contra jogadores mais experientes e fechar o ângulo de lançamento, o mesmo vale para a defesa de lançamento provenientes das pontas, pois se um jogador consegue realizar um lançamento relativamente livre, o ângulo do lançamento pode ser coberto com uma ou duas passadas no sentido do local do lançamento. A defesa do lançamento é realizada novamente sob o princípio da técnica da passada com salto, na qual as bolas lançadas podem ser defendidas também com o auxílio das mãos. A saída do gol para fechar o ângulo de lançamento contra lançamento provenientes das posições de pontas deveria, no entanto, ser treinada de forma sistemática somente com jogadores tecnicamente avançados.

Para se aprofundar mais em Treinamentos de Goleiros de Handebol, você precisa conhecer o curso Treinamento para formação do Goleiro de Handebol.  É um Curso explicativo e mais 25 vídeos de treinamentos específicos para formação do goleiro de handebol. Clique aqui e saiba mais!

Referencias:

BARELA, J., A.; Fundamentos de handebol: apostila didática. Departamento de Educação Física. Unesp/Rio Claro. 1998

EHRET, A .; SPÄTE, D.; SCHUBERT, R.; ROTH, K.; Manual de handebol: treinamento de base para crianças e adolescentes. Trad. e revisão científica: Pablo Juan Greco. Editora Phorte. São Paulo. 2002



Não tenha mais dúvida para trabalhar com esportes. Conheça o Esporte Educacional e tenha cursos online e ebooks para aprender a dar aulas mesmo que vc não seja craque no esporte. Acesse o site!

Manual para Professor de Handebol

Guia completo GRÁTIS: Como ser um Professor de Esportes Eficiente . Transforme suas aulas de Esportes e sua carreira com essas dicas!


Seja afiliado e ganhe uma renda extra

Comente:

Tipos de defesas feitas pelo goleiro de Handebol Tipos de defesas feitas pelo goleiro de Handebol Editado por Dani Souto Esporte Educacional on 06:48 Nota do Post: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.